Foragido alega estar com coronavírus para não ser preso na zona Norte de Manaus

Após exame negativo para Covid-19, policiais descobriram quera era estratégia dele para escapar da prisão.
26/03/2020 20h15 - Atualizado em 26/03/2020 20h15

Foto: Reprodução


Redação AM POST*

Cleuson Monteiro Reis, de 25 anos, foi preso na noite de ontem (25) após balear uma mulher durante assalto próximo ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) no bairro do Galiléia, na Zona Norte de Manaus. Dentro da viatura uma máscara de proteção, para não ser preso, ele disse que estava com o novo coronavírus (Covid-19). O homem fugiu da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) no último dia 16 de março.

De acordo com a Polícia Militar o suspeito efetuou disparos contra uma mulher e quase atingiu uma criança. A população tentou lincha-lo, mas policiais chegaram e levaram Cleuson para o 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP). Em seguida ele foi encaminhado para uma unidade de saúde devido a ferimentos das agressões sofridas.

O bandido reclamou de falta de ar e começou a gritar na viatura alegando que havia contraído coronavírus: “Me tira daqui, tô com falta de ar, sou foragido e tenho coronavírus”. Ele também disse que o disparo foi acidental e culpou a arma pelo erro:”arma estava doida”. O vídeo dele gritando na viatura ganhou repercussão nas redes sociais.

Após atendimento médico foi constatado que ele não está com Covid-19 e que tudo não passou de uma estratégia para escapar da prisão.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso