Presidente dos Rodoviários é acusado de matar homem e deixar outro ferido em Iranduba

Givancir Oliveira ainda não se manifestou sobre o assunto. A Polícia está investigando a suspeita.

Redação AM POST

O presidente do Sindicato dos Rodoviários, Givancir Oliveira, está sendo acusado de ter matado Bruno de Freitas Guimarães na noite deste sábado (29), no município de Iranduba (distante a 29 quilômetros de Manaus). A informação é do Portal do Holanda.

A denúncia partiu de familiares de Bruno que relataram que ele foi acompanhar seu primo, Delisson, ex-funcionário de Givancir, no recebimento do dinheiro de uma recisão. Patrão e ex-empregado teriam discutido e Delisson foi embora com o primo de moto. Conforme denúncia, na ação o presidente dos rodoviários com mais três homens, teria perseguido os dois e após serem alcançados, Givancir teria sacado uma arma e atirado contra a dupla.

Ainda segundo os familiares, Bruno não resistiu e morreu no local, já o ex-funcionário foi levado ferido a uma unidade hospitalar de Manaus para atendimento médico.

Segundo a polícia militar de Iranduba, ninguém foi preso em flagrante e Givancir não estava no local para prestar depoimento. A Polícia Civil vai investigar o caso.

A reportagem tentou contato com Givancir, mas não obteve êxito e deixa aberto o espaço para ele se pronunciar. Amigos dele, que não quiseram se identifica, disseram que a acusação não é verdadeira.