Samel dá alta médica a 18 pacientes recuperados de Covid-19 em Manaus

O grupo bateu recorde com o maior número de liberação em um dia.

Redação AM POST

Os hospitais do Grupo Samel bateram recorde de altas de pessoas contaminadas com Covid-19 em um único dia neste sábado. Foram 18 pessoas curadas dos sintomas do novo Coronavírus. No entanto, os médicos especialistas avisam que a crise de contaminação do novo vírus está longe de acabar e as medidas de controle não deve ser aliviadas.

Segundo o médico Ronaldo Rabelo, especialista em UTI e clínica médica do grupo Samel, o crescimento da contaminação ainda está em nível exponencial. “Estamos conseguindo tratar nossos pacientes, dando um grande número de altas, mas é preciso manter os cuidados, manter o distanciamento social. Não podemos baixar nossas defesas agora”, declarou ele.

A Samel utiliza um tratamento inovador ao Covid-19 com métodos não invasivos de respiração mecânica. A técnica, apelidada de ‘Cápsula Vanessa’, foi desenvolvida por profissionais do grupo e hoje vem sendo exportada para outros Estados e já chamou a atenção até do Ministério da Saúde pela sua eficácia.

“Nós estamos muito felizes de estar podendo recuperar nossos pacientes. Já são dezenas de pessoas que procuraram nossos hospitais e conseguem sair curados do Covid-19. Só neste sábado foram 18, um recorde, mas estamos buscando curar muito mais pessoas”, disse o diretor presidente da Samel, Luis Alberto Nicolau.

No entanto, ele alerta para que as pessoas busquem o diagnóstico e o tratamento o quanto antes. “É importante para a cura o diagnóstico precoce. Temos relatos de pessoas que ficaram até duas semanas em casa com tosse seca, febre e outros sintomas. Esses casos tem um tratamento mais demorado e acabam por ampliar o número de internados”.

Luis Alberto também informa que o número de internações vem crescendo e reforça a necessidade das ações de prevenção. Na noite deste sábado, o grupo Samel registrou 112 pessoas internadas. Mesmo com as 18 altas, 24 novas pessoas foram internadas com a doença.

“Infelizmente, o número de contaminados e internados ainda continua crescente. Tomem os cuidados necessários para se prevenir. É importante para achatarmos a curva de infectados e mudar o rumo da pandemia no Amazonas”, disse Luis Alberto.

Os boletins da Samel são divulgados pelo Instagram @hospitalsamel com dados diários sobre a doença, além de informes sobre avanços no tratamento e dicas de prevenção.

* Com informações da Assessoria de Imprensa