Abraham Weintraub processa Felipe Neto por danos morais

O ministro pede indenização de R$ 5 mil, após o YouTuber chamá-lo de imbecil.
24/05/2020 08h47 - Atualizado em 24/05/2020 09h12

Foto: Reprodução


*Folhapress

Felipe Neto, de 32 anos, está sendo processado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, que pede uma indenização de R$ 5 mil por danos morais e direito de resposta, após o empresário e influenciador digital tê-lo chamado de imbecil nas redes sociais.

O processo foi revelado pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, e confirmado por Felipe Neto, que ironizou Weintraub no Twitter.

– O homem que diz que ‘os vagabundos do STF’ têm que ser presos, me processou (…) por eu tê-lo chamado de imbecil e ter dito que ele não sabe escrever – escreveu o youtuber.

A afirmação de Felipe Neto se referia à gravação de uma reunião ministerial do presidente Jair Bolsonaro que foi divulgada nesta sexta-feira (22), após liberação do ministro Celso de Mello, do STF. Nos vídeos, o presidente e seus ministros falam palavrões, fazem ameaças de prisão e proferem xingamentos.

Segundo Gois, além da indenização, Weintraub quer que Neto apague publicações sobre o Enem. O processo corre na 36ª Vara Cível do Rio de Janeiro.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso