Globo e Folha suspendem plantão em frente ao Alvorada por falta de segurança

Nenhum dos dois veículos informou como fará para continuar obtendo as informações dadas em frente à residência oficial.

Jornalistas do Grupo Globo e da Folha de S. Paulo decidiram, nesta segunda-feira (25), abandonar a cobertura diária que fazem em frente ao Palácio da Alvorada, onde o presidente Jair Bolsonaro costuma conversar com apoiadores e com a imprensa.

Os dois veículos alegaram que a crescente hostilidade dos apoiadores do presidente aos jornalistas está colocando em risco a segurança dos profissionais. Tanto a Folha quanto o Globo enviaram comunicado ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), liderado pelo ministro Augusto Heleno, explicando as razões da suspensão da cobertura e pedindo providências para o retorno das atividades.

– São muitos os insultos e os apupos que os nossos profissionais vêm sofrendo dia a dia por parte dos militantes que ali se encontram, sem qualquer segurança para o trabalho jornalístico. Estas agressões vêm crescendo – diz um trecho do comunicado enviado pelo Grupo Globo ao GSI.

Nenhum dos dois veículos informou como fará para continuar obtendo as informações dadas em frente à residência oficial.

Até o momento, o governo federal não se pronunciou sobre a decisão dos veículos.

Fonte: Pleno.News