Jogador mata asfixiado filho de cinco anos que tinha Covid-19 e confessa: “Eu nunca o amei”

Onze dias após assassinar o filho, Toktas confessou o crime à polícia.
14/05/2020 13h45 - Atualizado em 14/05/2020 18h58

Foto: Reprodução


Mais detalhes foram revelados sobre o zagueiro turco de 32 anos que confessou ter matado o próprio filho de cinco anos asfixiado. Nas últimas horas, foram divulgadas algumas imagens em que Cevher Toktas é visto com a vítima.

Segundo a mídia turca, o vídeo pode ser do momento em que o garoto — que tinha sintomas de coroanvírus — estava sendo levado ao hospital onde foi morto pelo pai.

11 dias após assassinar o filho, Toktas confessou o crime à polícia.

“Apertei uma almofada contra meu filho, que estava deitado. Durante 15 minutos a apertei sem levantá-la. Quando ele parou de se mover, soltei. Depois chamei os médicos para evitar qualquer suspeita sobre mim”, contou ojogador, em depoimento.

O garoto havia sido internado na UTI, na cidade de Bursa em 23 de abril com febre alta e outros sintomas da Covid-19. Antes da confissão do pai, médicos suspeitava que o menino teria morrido de causas naturais.

Fonte: EXTRA


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso