Médico brasiliense fala sobre experiencia de cuidar de doentes de Covid-19 em hospitais de Manaus: “intensa”

Segundo ele os doentes pioram seu quadro clínico muito rapidamente e a equipe de profissionais encontra-se “exausta e abatida”.
08/05/2020 18h32 - Atualizado em 9/05/2020 16h55

Foto: BRENO ESAKI/AGÊNCIA SAÚDE


Redação AM POST*

Entre os profissionais da saúde que estiveram voluntariamente em Manaus para atuar em hospitais da capital enviados pelo Ministério da Saúde, o médico brasiliense Isaac Sanglard, 28 anos, relatou ao siteMetrópoles que a experiencia de atuar por 10 dias no combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) na cidade foi “intensa”.

“São cenas de guerra: estar em um lugar que você não conhece, trabalhar com pessoas que você não conhece e numa rotina com estresse 24h por dia. O cenário é muito crítico mesmo”, explicou o profissional de saúde.

Ao descrever o tal ‘cenário de guerra’ ele disse que os pacientes pioravam seu quadro clínico muito rapidamente e a equipe de profissionais encontra-se “exausta e abatida”. Ele também lembrou sobre o crescente número de óbitos pela doença que chegavam de três a quatro mortes por turno.

O Amazonas registrou 628 novos casos, nesta sexta-feira (08/05), totalizando 10.727 casos confirmados do novo coronavírus no estado, segundo boletim epidemiológico divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

Segundo ele, o que mais impressionou foi perceber a rapidez com que pacientes com coronavírus pioravam seu quadro clínico. “Se desestabilizam muito facilmente. Era preciso pensar e agir muito rápido para reverter o quadro”, conta.

Isaac Sanglard agradeceu ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT), onde está lotado em Brasília, que junto a Força Nacional viabilizou sua vinda a capital amazonense. “A experiência de Manaus foi intensa. Fica meu agradecimento à direção do HRT, que possibilitou a realização desse trabalho.”


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso