Wilson Lima autoriza pagamento da segunda parcela do benefício emergencial ‘Apoio Cidadão’

O benefício de R$ 200 é destinado à compra de itens de primeira necessidade, exclusivamente em lojas credenciadas, por meio de cartão magnético.
25/05/2020 11h22 - Atualizado em 25/05/2020 20h32

Foto: Divulgação


Redação AM POST*

O governador Wilson Lima autorizou, nesta segunda-feira (25/05), o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial do Programa “Apoio Cidadão”, criado para dar assistência à população mais vulnerável e reduzir o impacto social da pandemia do novo coronavírus. O benefício de R$ 200 é destinado à compra de itens de primeira necessidade, exclusivamente em lojas credenciadas, por meio de cartão magnético.

“Nós estamos começando a pagar a segunda parcela do cartão ‘Apoio Cidadão’, no valor de R$ 200, que permite ao cidadão ir a um supermercado ou estabelecimento comercial para comprar gêneros alimentícios, de limpeza e higiene pessoal. São 50 mil famílias beneficiadas no estado, 25 mil na capital e 25 mil no interior. Isso é fundamental para garantir a segurança alimentar daquelas populações em condição de vulnerabilidade social. É importantíssimo para elas superarem esse momento tão difícil em que muitas famílias perderam suas rendas”, destacou o governador.

Neste mês, o Governo do Estado destinou R$ 10 milhões em recursos próprios ao pagamento do benefício. A ação é coordenada pela Secretaria de Assistência Social (Seas), que realizou a distribuição dos cartões em parceria com os Correios e a Associação Amazonense de Municípios (AAM).

Segundo a secretária Maricilia Costa, além de apoiar as famílias em situação de extrema pobreza neste contexto de pandemia, o auxílio emergencial representa um estímulo à economia, com a injeção de recursos na capital e no interior.

“A Seas está atuando em várias frentes de trabalho neste período de pandemia: além das três bases de acolhimento emergencial na capital, estamos investindo para reduzir ao máximo os impactos sociais da Covid-19 no interior com esse benefício. Com essa medida, o governador Wilson Lima incentiva a economia a partir da compra de produtos em estabelecimentos dos pequenos comerciantes locais”, salientou.

Social
Desde o início da pandemia, o Governo do Estado também já distribuiu mais de 700 toneladas de alimentos para diversas instituições, por meio da Seas, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS).

A ação tem apoio da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), vinculada à Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror). A Sejusc distribui os alimentos para instituições beneficiadas que atuam em diversas frentes com grupos em risco social.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso