• Youtuber manda resposta para Alexandre de Moraes e relembra denúncias da grande mídia contra o ministro

    Ela também fez questionamento sobre os deputados Alexandre Frota e Joice Hasselmann que também tem tem vídeos falando contra a Corte e não são alvos de inquérito.
    30/05/2020 17h52 - Atualizado em 30/05/2020 19h09

    Foto: Reprodução


    Redação AM POST*

    A YouTuber, Barbara Zambaldi Destefani, postou um vídeo em seu canal “Te Atualizei”, em que manda resposta ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, relator de um inquérito sigiloso que apura quem são os responsáveis por disseminar ‘fake news’ contra a Corte. Na última quarta-feira (27) Barbara foi alvo de uma ação da Polícia Federal contra apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. O processo gerou polêmica porque foi aberto por ordem direta do presidente do STF, Dias Toffoli, sem provocação do Ministério Público.

    “Meu crime é ser influente no Twitter”, disse Barbara após explicar que a Corte fez uma pesquisa para embasar o inquérito e identificou as pessoas que mais influenciavam hashtags contra o Supremo.

    No vídeo, primeiro a YouTuber fala dos deputados federais Joice Hasselmann (PSL) e Alexandre Frota (PMDB), que tiveram depoimentos usados para embasar a decisão de Alexandre de Moraes nas diligências que foram realizadas pela PF nesta semana. No entanto, os parlamentares e antigos bolsonaristas também tem vídeos falando contra a corte e, conforme Barbara, também deveriam ser alvos do inquérito.

    De forme sarcástica a Youtuber também mostrou um levantamento de matérias da grande mídia sobre Alexandre de Moraes, numa delas tem o título: “imóveis milionários, Cunha, PCC: as polêmicas de Alexandre de Moraes”. Em outra reportagem da Folha de S.Paulo diz que o ministro estaria tratando de um lobby no STF com um desembargador investigado pela corte.

    Veja vídeo:


    *** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


    Facebook

    Economia

    Contato Termos de uso