Edir Macedo recebe alta após covid-19 e diz que foi curado pela cloroquina

Vale lembrar que o bispo disse, em uma live, que os fiéis não deviam se preocupar com a doença.

O bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal e dono da Rede Record, recebeu alta na manhã de hoje do hospital Moriah, em São Paulo, onde estava internado desde a última segunda-feira, após ser diagnosticado com coronavírus.

Em nota oficial, a Igreja Universal afirma que o religioso foi tratado com um coquetel de medicamentos que incluía a cloroquina, medicamento que é defendido pelo presidente Bolsonaro e também abalizado por um protocolo do Ministério da Saúde, mas que é controverso, pois não tem eficácia comprovada.

A Organização Mundial da Saúde chegou a interromper os testes com esses medicamentos e não recomenda a substância para os casos de Covid-19.

“Tomei todos os medicamentos indicados pelos médicos, entre eles a hidroxicloroquina, e estou bem”, afirmou Macedo, em nota.

Vale lembrar que, há cerca de três meses, Edir Macedo disse, em uma live no Facebook, que os fiéis de sua igreja não deviam se preocupar com a propagação do coronavírus, atribuindo a tensão que o mundo vive com a doença a uma tática de Satanás e a mídia.

“Meu amigo e minha amiga, não se preocupe com o coronavírus. Porque essa é a tática, ou mais uma tática, de Satanás. Satanás trabalha com o medo, o pavor. Trabalha com a dúvida. E quando as pessoas ficam apavoradas, com medo, em dúvida, as pessoas ficam fracas, débeis e suscetíveis. Qualquer ventinho que tiver é uma pneumonia para elas”, afirmou ele, na ocasião.

Fonte: Último Segundo