Homem engorda 102 quilos durante quarentena e é internado com problemas de saúde

Ele foi a consultas visando a perder peso, mas não conseguiu atingir o objetivo.
14/06/2020 09h42 - Atualizado em 14/06/2020 10h12

Foto: Reprodução


Um homem de 26 anos engordou 102 quilos durante os cinco meses que ficou em isolamento social no distrito de Wuchang, em Wuhan, na China, onde começou o surto de coronavírus em dezembro. Obeso desde a infância, Zhou tem hoje 1,75 metro e 279 quilos. No final de 2019, ele foi a consultas visando a perder peso, mas não conseguiu atingir o objetivo. À época, ele tinha 177 quilos. Devido a uma série de problemas de saúde causados ao longo deste período, o jovem foi internado e passou 11 dias na UTI.

Segundo a equipe médica do Hospital Zhongnan, da Universidade de Wuhan, o excesso de peso do rapaz prejudica sua rotina de diversas maneiras, impedindo-o até mesmo de deitar, o que dificulta muito a ter uma boa noite de sono. Ele também sofre de depressão, insuficiência cardíaca e disfunção respiratória.

A OMS alerta que a obesidade corresponde ao quinto maior risco de morte no mundo. São registradas em média 2,8 milhões de mortes a cada ano.

Diante dos problemas de saúde, Zhou, funcionário de um cibercafé, procurou ajuda do médico Li Zhen, vice-diretor do Centro de Obesidade e Cirurgia Metabólica do Hospital Zhongnan, no dia 31 de maio. Ele não saía de casa desde janeiro, quando Wuhan entrou em confinamento devido ao coronavírus.

Impressionado com o estado do paciente, Zhen coordenou uma ação com vários departamentos da unidade para organizar um tratamento no dia 1º de junho, quando Zhou foi levado ao centro de emergência e foi logo transferido para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Li Zhen explicou que a obesidade de Zhou é causada por fatores genéticos somados ao estilo de vida e que, atualmente, não existe um tratamento particularmente eficaz.

Após mais de uma semana na UTI, a condição do paciente foi sendo gradualmente controlada e, nesta quinta-feira, dia 11, ele estava fora de perigo. Seus sinais vitais ficaram estáveis ​​e ele poderia ser transferido para a enfermaria geral do Centro de Cirurgia Metabólica e Obesidade.

Fonte: EXTRA


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso