Malas com produtos ilegais avaliados em R$ 50 mil foram apreendidos no Aeroporto de Manaus

Foi apreendido celulares, pendrives e placas de telefone celular.

Redação AM POST

A Seção de Vigilância Aduaneira (Savig) da Alfândega da Receita Federal no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes (ALF/AEG) apreendeu, na segunda-feira (29), celulares, pendrives e placas de telefone celular no terminal de passageiros do aeroporto de Manaus.

A ação resultou do trabalho de inspeção não-invasiva (escaneamento) de bagagens de voos domésticos com destino a Manaus. Na fiscalização do voo procedente de São Paulo, foram identificadas cinco malas, pertencentes a dois passageiros, contendo grande quantidade de celulares, pendrives e placas para telefone celular.

Os passageiros declararam não dispor das notas fiscais de compra, nem de qualquer outro documento apto a comprovar que as mercadorias foram importadas de forma legal. Foram apreendidos em torno de 1200 pendrives, 200 celulares e 220 placas de telefone celular. O valor estimado das mercadorias é de R$ 50 mil.

O procedimentos fiscais terão prosseguimento com a quantificação dos produtos e a formalização do auto de infração. Posteriormente, haverá comunicação dos fatos ao Ministério Público Federal em virtude da constatação da prática, em tese, do crime de descaminho.

A Receita Federal permanece, mesmo durante a pandemia da covid-19, realizando normalmente suas ações de combate ao contrabando e descaminho no aeroporto de Manaus.

* Com informações da Assessoria de Imprensa