Nuvem com milhões de gafanhotos se aproxima do Brasil e ameaça lavouras

Eles não ameaçam riscos aos seres humanos e aos animais.

Redação AM POST

O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agro-Alimentar (Senasa), do governo da Argentina, confirmou que uma nuvem enorme de gafanhotos vinda do Paraguai avança por províncias da Argentina e o mesmo pode acontecer no Sul Gaúcho nesta terça-feira (23) e nesta quarta-feira (24). A nuvem é monitorada desde o dia 28 de maio.

A província de Corrientes, que faz fronteira com o Oeste do Rio Grande do Sul, e o território provincial, incluindo a fronteira gaúcha, foi colocada em estado de atenção pela Senasa, pois os insetos oferecem riscos às lavouras.

As principais regiões atingidas na Argentina são as províncias de Santa Fé, Formosa e Chaco, onde existe produção de cana-de-açúcar e mandioca e a condição climática é favorável.

Em aproximadamente um quilômetro quadrado podem ter até 40 milhões de insetos e eles não fazem dados aos seres humanos e animais, apenas em plantações e pastagens.