• Rodrigo Tobias fala que projeto `Anjos da Saúde` teve interferência de Carla Pollake

    O gestor contou, ainda, que por muitas vezes houve interferências na pasta sem anuência dele e que isso o constrangia.
    29/06/2020 19h09 - Atualizado em 29/06/2020 19h26

    Foto: Divulgação


    Redação AM POST

    Durante depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito da Saúde do Amazonas, a CPI da Saúde, nesta segunda-feira, 29, o nome de Carla Pollake voltou a ser destaque durante depoimento do ex-secretário da Susam, Rodrigo Tobias. O gestor revelou que o projeto Anjos da Saúde, que custou R$ 6 milhões aos cofres, teve interferência dela, passando por cima de indicações de pendências feitas pelo até então titular da pasta. O fato foi o estopim para a saída de Tobias, no dia 08 de abril, e o anúncio de Simone Papaiz para o cargo.

    Em oitiva, o ex-secretário explicou que o Anjos da Saúde não foi um projeto desenvolvido pela Susam, mas sim pela Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (Aades), e executado pela Secretaria de Estado do Amazonas, mesmo com a vontade contrária de Tobias. O gestor contou, ainda, que por muitas vezes houve interferências na pasta sem anuência dele e que isso o constrangia.

    “Muitas das ações que foram desenvolvidas dentro da secretaria nesse período foram feitas sem a minha anuência. A senhora Carla Pollake pediu que o projeto fosse deferido por mim, mas por conta de várias pendências no processo, eu neguei a fazer a assinatura. Ela fez uma ligação e aí eu assinei depois que meu jurídico verificou se todas as pendências estavam quitadas”, disse Tobias.

    Durante o depoimento, Rodrigo Tobias alegou não lembrar e não saber de muita coisa, principalmente quando se falava da parte técnica e financeira das ações. Doutor em Saúde Pública pela Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), o dentista afirmou que recebeu o direcionamento para ocupar a Secretaria do vice-governador Carlos Almeida, assim como o ex-secretário executivo da Susam, o advogado João Paulo Marques. Desta forma, Rodrigo disse que confiava em sua equipe na análise dos documentos.


    *** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


    Facebook

    Economia

    Contato Termos de uso