Vereador Rosivaldo Cordovil é investigado por suposto esquema de “Rachadinha” na Câmara de Manaus

O delito consiste no desvio de salários de servidores que atuam no seu gabinete na CMM.

Redação AM POST

O vereador Rosivaldo Cordovil (PSDB) virou alvo de investigação do Ministério Público do Amazonas (MP-AM) pela prática de suposto esquema de “rachadinha”, que consiste no desvio de salários de servidores que atuam no seu gabinete na Câmara Municipal de Manaus (CMM). A pratica do esquema é caracterizado como ato de improbidade administrativa.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) está prosseguindo nas investigações em sigilo, conforme medida decretada pelo promotor Edgar Maia Rocha.

O vereador já foi denunciado ano passado, pela suposta atividade de obrigar os assessores do seu gabinete a lhe entregar a maior parte dos seus vencimentos, contando com a participação de sua chefe de gabinete.

Rosivaldo Cordovil negou a acusação em nota enviada a imprensa e disse que que até o momento não foi notificado formalmente.”Nego o fato atribuído de prática ilícita ou irregular, tanto de minha parte quanto de qualquer pessoa ligada a gabinete parlamentar”.