‘Dama de Copas’ é presa por ajudar quadrilha em roubos e furtos de veículos em Manaus

O companheiro dela, conhecido como “Vela”, é o líder da organização criminosa.

Redação AM POST

A jovem Ana Karina Hage da Silva, de 23 anos, também conhecida como “A Dama de Copas”, na Comunidade Alfredo Nascimento, bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus, foi presa nesta terça-feira (07/07), após ser apontada como integrante de uma quadrilha que atua em roubos e furtos de veículos, em Manaus.

Conforme o delegado Cícero Túlio, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV), as investigações iniciaram em fevereiro deste ano, após as equipes da especializada receberem a informação que uma quadrilha teria invadido uma casa, no bairro Novo Aleixo, zona norte da capital. Na ocasião, os infratores roubaram um veículo modelo S10 de cor prata, uma quantia em dinheiro e um filhote de um cachorro da raça Husky siberiano.

De acordo com o titular da especializada, “A Dama de Copas” tinha uma participação específica de receber o material originário de assaltos à residência em Manaus e dar apoio, escondendo parte da quadrilha em sua casa. O companheiro dela, Gilvan Oliveira Reis, conhecido como “Vela”, é o líder da organização criminosa.

“Em depoimento, as vítimas afirmaram que a quadrilha chega ao local, com identificação de policiais civis e, em seguida, anuncia o assalto. Os integrantes agem de forma bastante agressiva durante a ação criminosa e ameaçam até mesmo decepar os dedos das mãos das vítimas”, destacou Cícero.

“Vela” já foi preso outras vezes por homicídio, tráfico de drogas e porte de arma de fogo. Em 2018, ele foi preso juntamente com outras nove pessoas em poder de 10 pistolas, quando estavam prestes a cometer um ataque a uma facção rival.

“Ao longo das investigações, a nossa equipe levantou indícios para que pudéssemos representar pelo pedido de prisão preventiva em nome da infratora, e a ordem judicial foi expedida no dia 4 de junho deste ano, pelo juiz James Oliveira dos Santos, da Central de Inquéritos”, destacou Cícero Túlio.

“A Dama de Copas” afirmou, em depoimento, que seu companheiro “está para o tudo ou nada, que não vai se entregar à polícia e que continuará atuando no mundo do crime”.

Ana Karina foi indiciada por roubo majorado, receptação e associação criminosa. Ao término dos procedimentos cabíveis na DERFV, ela será encaminhada para o Centro de Recolhimento de Triagem (CRT) e ficará à disposição da justiça.