Médico que agrediu grávida de 16 anos morre em Manaus

Além da agressão, o obstetra foi condenado a três anos por envolvimento em esquema de corrupção ao cobrar até R$ 2 mil para realizar partos em maternidades públicas.

Redação AM POST

O médico obstetra de 72 anos, Armando Andrade Araújo, morreu na tarde desta quarta-feira (29), conforme informações do Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam). Em fevereiro de 2019, Armando foi denunciado por agressão a uma adolescente de 16 anos que estava tendo trabalho de parto. A causa da morte não foi divulgada.

Além disso, o médico foi condenado a três anos de prisão por ter se envolvido em um esquema de corrupção. Andrade chegava a  cobrar até R$ 2 mil para realizar partos em uma maternidade pública da cidade. No ano de 2015, o obstetra já havia sido preso mesmo crime.

O presidente do Simeam, Mário Vianna, afirmou em nota que lamenta a morte e enfatiza o legado deixado pelo médico no Amazonas.

blank

Foto: Reprodução