Motorista de aplicativo é preso por estuprar sobrinha de sua companheira

A garota passou a ter crises de ansiedade e insônia, e começou a se automutilar.

Redação AM POST

Um homem de 55 anos foi preso nesta terça-feira (07/07) em sua residência, no bairro São Jorge, zona oeste da capital, acusado de estuprar a sobrinha de sua companheira, desde que a vítima tinha 10 anos. Policiais civis da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), sob o comando da delegada-geral Emília Ferraz e a coordenação da delegada Joyce Coelho, titular da especializada, estiveram no local para cumprimento a mandado de prisão.

De acordo com a delegada Joyce Coelho, a vítima afirmou que os abusos ocorriam todas as vezes em que ela ia para a casa de sua tia, momento em que o autor, que é companheiro da familiar, praticava o crime.

Em março deste ano, o homem tentou abusar mais uma vez da menina, mas, na ocasião, ela conseguiu fugir. Depois do ocorrido, a vítima contou o que vinha sofrendo à sua irmã mais velha que, posteriormente, relatou à sua genitora.

A garota passou a ter crises de ansiedade e insônia, e começou a se automutilar. Depois desses fatos, a mãe compareceu na Especializada, devidamente acompanhada da criança, em maio deste ano, para registrar o Boletim de Ocorrência (BO).

“Após o registro, representamos pela prisão preventiva do autor, pelo fato dele continuar tentando contato com a família da vítima”, relatou a delegada. O mandado de prisão preventiva foi expedido, nesta segunda-feira (06/07), pelo juiz Julião Sobral Junior, da Central de Inquéritos Policiais.

O homem será interrogado, indiciado por estupro de vulnerável e encaminhado para o Centro de Recolhimento de Triagem (CRT), onde permanecerá à disposição da Justiça.