Preso em operação, major da PM é condenado a oito anos de prisão por peculato desvio no AM

Durante o processo de investigação, ele foi ouvido como testemunha e depois colocado como réu.

Redação AM POST

A Justiça Militar Brasileira condenou o major da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM), Bruno Pereira de Almeida, preso durante a operação ‘Saúva’, a oito anos de prisão em regime fechado pelo crime de Peculato Desvio (crime de subtração ou desvio, mediante abuso de confiança, de dinheiro público ou de coisa móvel apreciável, para proveito próprio ou alheio).

De acordo com a Justiça, Bruno é ex-sargento do exercito e lotado na 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e durante o processo de investigação, ele foi ouvido como testemunha e depois colocado como réu.