Simone Papaiz é liberada de presídio para cumprir prisão domiciliar

Tanto ela quanto os outros alvos da Operação Sangria, que também já foram soltos, estão proibidos de manterem contato.

Redação AM POST

A titular da secretaria de Saúde do Amazonas (Susam), Simone Papaiz, cumpriu período de prisão temporária de cinco dias e saiu do Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF) na madrugada deste domingo (5).

A secretária estava detida desde a última terça-feira (30/6) após ter sido um dos alvos principais da Operação Sangria, deflagrada pela Polícia Federal.

Tanto ela quanto os outros presos na operação, que também já estão soltos, tiveram prisão temporária convertida em domiciliar, com a proibição de manterem contato uns com os outros.

O objetivo da ação policial é investigar suposto desvio de dinheiro público, enviado pelo Governo Federal para o combate ao novo coronavírus no Estado. O desvio teria sido feito na compra de 28 respiradores superfaturados em uma loja de vinhos.