Suspeito de matar a própria companheira grávida de 7 meses é preso na zona leste de Manaus

O casal teve uma discussão e, durante o desentendimento, o infrator acabou matando a mulher por asfixia.

Redação AM POST

João Paulo da Silva Castro, de 38 anos, foi preso nesta quarta-feira (29/07), em um ramal no bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus, pelo crime de homicídio qualificado, que resultou na morte da companheira dele, identificada como Letícia Jeffreis Nogueira, 38, ocorrido em 2018.

De acordo com o delegado Torquato Mozer, titular do 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP), João Paulo possuía um relacionamento conturbado com a vítima, que estava grávida de sete meses e, por conta desses desentendimentos, os dois decidiram se separar. No dia 14 de fevereiro de 2018, na casa deles, no Ramal do Pau Rosa, o casal teve uma discussão e, durante o desentendimento, o infrator acabou matando a mulher por asfixia. Posteriormente, para tentar se livrar do corpo da vítima, o homem o escondeu nas proximidades da residência onde moravam.

“O suspeito foi localizado por meio de denúncias feitas pelo disque-denúncia do 30º DIP, onde relataram que havia um foragido no ramal já mencionado. Como esse homem já possuía mandado em aberto, decidimos cumprir. A história do caso é bastante complexa, mas em depoimento, ele afirmou que matou a esposa porque acreditava que o filho que ela carregava não era dele, e sim de outra pessoa”, explicou Mozer

Ainda segundo o delegado, o mandado de prisão contra o homem foi expedido no dia 21 de fevereiro de 20018, pela juíza Lídia de Abreu Carvalho Frota, da 1ª Vara do Tribunal do Júri.

Após a realização de exame de corpo de delito, o infrator será encaminhado à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.