Toffoli suspende busca e apreensão da PF contra José Serra no Senado

O mandado judicial foi expedido em mais uma fase da Operação Lava Jato.

Redação AM POST

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, determinou a suspensão de operação de busca e apreensão no gabinete do senador José Serra (PSDB-SP), acusado de usar um caixa 2 de 5 milhões de reais em sua campanha de 2014, e o empresário José Seripieri Júnior, fundador do grupo Qualicorp, que atua na comercialização e administração de planos de saúde coletivos.

O mandado judicial foi expedido em mais uma fase da Operação Lava Jato. A Polícia Federal chegou a entrar no prédio do Senado onde fica o gabinete de Serra.

A Mesa do Senado apresentou pedido reclamando da ação e questionando descumprimento de decisões do Supremo.

O juiz Marcelo Antonio Martin Vargas, que expediu o mandado de busca e apreensão, alegou que as provas a serem coletadas “não guardariam relação com a atual atividade parlamentar do Senador José Serra”.

Em nota divulgada nesta manhã, o senador classificou as buscas como “espetacularização” e negou irregularidades.

*Com informações de agências