Votação para escolha da Comissão do Impeachment de Wilson Lima pode ser anulada

Segundo registro em vídeo da Aleam, foram colhidos apenas 12 votos. O quórum mínimo é 13 de 24 deputados.

Redação AM POST

Após a formação da Comissão Especial do Impeachment do governador e vice-governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) e Carlos Almeida (PRTB) na sessão híbrida na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), os deputados presentes votaram para homologar a composição da comissão.

Entretanto, a votação pode ser anulada por não atingir o quórum mínimo que é de 13 deputados. No vídeo que registra a sessão plenária no canal oficial da Aleam é possível ver que a deputada estadual Alessandra Campelo (MDB) –  que estava presidindo a sessão – colheu apenas 12 votos.

Logo em seguida, a procuradoria questionou se houve a coleta de votos do quórum mínimo. Alessandra explicou que o deputado Augusto Ferraz (DEM) não teria votado, mas que estava presente virtualmente. Porém, de acordo com o regimento interno da casa legislativa, é necessária a presença e votação de 13 dos 24 deputados.

Suspensão

Caso a votação seja suspensa, a escolha do presidente e do relator da Comissão Especial do Impeachment que está sendo realizada na manhã desta sexta-feira (10) não ocorrerá ou não terá finalidade.