Escola é desinfectada e alunos liberados após professora da rede estadual testar positivo para Covid-19 em Manaus

A Seduc-AM disse que o procedimento é previsto nos Protocolos de Saúde junto à Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM).

Redação AM POST

Uma professora da Escola de Tempo Integral Maria do Céu, na Zona Norte de Manaus, testou positivo para o novo coronavírus nessa segunda-feira (10), primeiro dia do retorno das aulas presenciais na rede estadual de ensino da capital.

A Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc-AM) informou por meio de nota que, nesta terça-feira (11), os estudantes e servidores da escola foram liberados para nova desinfecção no local, conforme procedimentos previstos nos Protocolos de Saúde junto à Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM).

Além da sanitização, foi iniciado o procedimento de monitoramento da saúde dos estudantes e professores, conforme o Procedimento Operacional Padrão (POP) definido previamente, que será acompanhado pelas autoridades em saúde.

De acordo com a Seduc-AM, a servidora não apresentava sintomas e retornou ao trabalho normalmente. Na noite de ontem (10/08), segundo ela, após um mal estar, procurou assistência médica. Conforme o documento apresentado pela servidora, o teste foi realizado ontem e o resultado positivo emitido no mesmo dia.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam) afirma que a docente recebeu o resultado do exame de uma clinica particular da cidade de Manaus, devido a burocracia que os profissionais enfrentam na hora de utilizar o plano de saúde HapVida para realizar o teste.

Alguns profissionais da educação estão resistentes a volta ao trabalho e na manhã de ontem (10), fixaram cruzes em um ato de protesto contra o retorno das aulas presenciais na capital.