Professor condenado a 9 anos de prisão por estupro é preso em Manaus

A prisão foi efetuada em um condomínio no bairro Tarumã.

Redação AM POST

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), cumpriu, nesta sexta-feira (14/08), por volta das 7h30, mandado de prisão em razão de sentença condenatória de um professor, 56 anos, pelo crime de estupro de vulnerável e crime continuado com grave ameaça. A prisão foi efetuada em um condomínio no bairro Tarumã, zona oeste da capital.

A ação foi uma operação conjunta entre a 2ª Seccional Norte e o 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), coordenadas, respectivamente, pelos delegados Walter Cabral e Carlos César Mendonça.

“O crime cometido pelo indivíduo foi praticado no dia 4 de julho de 2008, quando ele era proprietário de uma lan house. Assim que o mandado foi expedido, fizemos todo o levantamento sobre o caso e após conhecimento da localização do infrator, nos encaminhamos para cumprir a ordem judicial”, comentou Cabral.

Ainda conforme o delegado, o homem foi enquadrado no Art. 214 do Código Penal, combinado com o Art. 71, e foi condenado a 9 anos de prisão em regime fechado.

A ordem judicial em nome do infrator foi expedida no dia 5 de agosto de 2020, pela juíza Patrícia Chacon de Oliveira Loureiro, da 1ª Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes.

O homem foi condenado pelos crimes de estupro de vulnerável e crime continuado com grave ameaça. Após os procedimentos cabíveis na unidade policial, ele será encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT) e ficará à disposição da Justiça.