Professor infectado com coronavírus é detido após tentar ministrar aula no Colégio da PM em Manaus

Ele poderá ser afastado da função se comprovado que ele estava em período de transmissão da doença e mesmo assim frequentou às aulas.

Redação AM POST

Um professor, identificado como Aluízio de Oliveira Leite Filho, recebeu voz de prisão da tenente-coronel, Jadna Barros, diretora do 5º Colégio da Polícia Militar do Amazonas (CMPMV), localizada na avenida Nilton Lins, bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus, nesta sexta-feira (14), após comparecer na escola para dar aula mesmo depois de testar positivo para o coronavírus (Covid-19).

De acordo com a diretora, Aluízio teve diagnóstico positivo para a doença no dia 5 de Agosto e ainda está no período de transmissão. Ele foi encaminhado ao 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP) na tarde da última sexta-feira (14) por colocar em risco a saúde dos alunos. “Gosto é de contaminar”, disse o docente.

De acordo com a Polícia Militar do Amazonas um boletim de ocorrência foi registrado contra o docente e medidas administrativas em relação a conduta do professor que poderá resultar no afastamento de suas funções, sem comprovado que ele estava em período de transmissão da covid.

Em nota, a Polícia Militar do Amazonas informou que registrou um boletim de ocorrência contra o profissional. Além de registrar o BO, a gestão da unidade de ensino irá adotar medidas administrativas em relação a conduta do professor que poderá resultar no afastamento de suas funções, caso seja comprovado que ele estava em período de transmissão da doença e mesmo assim frequentou às aulas.

*Com informações do Em Tempo