Carlos Almeida recorre à justiça para reaver cargos da vice-governadoria

A liminar considera a ação tomada pelo governador Wilson Lima como “um ato ilegal e afronta aos princípios basilares do Direito”.


Redação AM POST
A briga entre o vice-governador do Amazonas, Carlos Almeida (PTB) e o governador Wilson Lima (PSC), está longe de acabar e tem mais um capítulo, isso porque o conselheiro Ari Jorge Moutinho da Costa, conseguiu nova liminar a Almeida para desfazer as decisões tomadas por Wilson Lima que exonerou auxiliares da vice-governadoria, e ainda remanejou os cargos para a Casa Civil do Estado.

Uma ação na Justiça Estadual escancara as divergências e disputa política na cúpula do governo do Amazonas, iniciada no começo desta semana, quando Carlos Almeida fez o primeiro pedido de mandado de segurança contra Wilson Lima por ter exonerado o secretário-geral da vice-governadoria e ter remanejado mais 8 cargos para a Casa Civil.

Expedida no sábado (12), durante plantão do conselheiro Ari Jorge Moutinho da Costa a liminar determina que sejam suspensas a exoneração e remanejamento de cargos de forma imediata, e considera a ação tomada pelo governador “um ato ilegal e afronta aos princípios basilares do Direito”.