Diretor-presidente do IPEM-AM denuncia dono de blog por extorsão em Manaus

Sebastião Carril, dono do Portal do Zacarias, é acusado de pedir o pagamento de R$ 100 mil para não atacar a gestão do diretor.

Redação AM POST

Munido de provas o diretor-presidente do IPEM-AM, Márcio André Oliveira Brito, denunciou na segunda-feira (14) o blogueiro, Sebastião Carril, sua sobrinha Amanda Carril e Jucilander Colares Júnior, funcionário do portal do Zacarias.

De acordo com a denúncia de Márcio, o dono do Portal do Zacarias vinha tentando desde a última terça-feira (08/09) obter vantagens financeiras como aumento de salários para os demais envolvidos além do pagamento de R$ 100 mil para ele e em troca abafaria supostas denúncias contra o IPEM-AM.

Márcio Brito afirma que estava em Brasília à serviço do IPEM-AM quando recebeu de Sebastião Carril mensagens de extorsão via WhatsApp e antes algumas tentativas de ligações sem sucesso.

A mensagem atribuída ao blogueiro começa falando de sua sobrinha que trabalhava no órgão há 8 anos por meio de uma empresa terceirizada, e diz que ela foi destruída emocionalmente por márcio e a “quadrilha” instalada no órgão. Ele também revela que a jovem atualmente ganhava R$2 mil.

“Diante de tanta sacanagem com ela e comigo, sobretudo a violência psicológica de que ela tem sido vítima, quero o seguinte para não destruir todos vocês e esquecer que vocês existem. A partir deste mês, a Amanda não irá mais trabalhar e vai receber receber 10 mil por mês até você sair do IPEM”, escreveu o blogueiro.

“O Júnior, que trabalha comigo, vai passar a receber 5 mil a partir deste mês”, continuou na mensagem agora pedindo para Jucilander Colares Júnior, que além de colaborador do site de Carril, trabalhava como terceirizado no IPEM-AM, com salário de R$ 1.500 mil.

Ainda na mensagem apresentada como prova o dono do Portal do Zacarias pede para ele a quantia de R$ 100 mil para serem pagos até a última sexta-feira (11/09). “Quero 100 mil até sexta (11.9), esses termos são inegociáveis. Se até sexta esse dinheiro não estiver em minhas mãos a guerra vai começar na segunda-feira. Não deixarei pedra sobre pedra no Ipem. A Amanda é um arquivo vivo e reuniu documentos e eu também sei de muita coisa”, diz trecho da mensagem.

“Não irei ceder a chantagem alguma. Trabalho no órgão há 25 anos e nunca houve qualquer denúncia de irregularidade na minha gestão, minhas contas até hoje foram aprovadas pelos órgãos de controle estadual e federal, jamais irei me curvar a essa práticas de chantagens e extorsões, por essa razão resolvi denunciar e tomar as providências legais na justiça e junto à delegacia interativa” respondeu Márcio se referindo ao Boletim de Ocorrência N° 20.E.0117.0000338 e ao processo na Justiça 0719460-43.2020.8.04.0001.

Após o ocorrido Márcio Brito explica que os dois funcionários de empresa terceirada mencionados que prestam serviço para o Ipem foram demitidos. Como prometido Sebastião Carril publicou em seu site vídeo, faz acusações ao diretor-presidente do IPEM-AM.

*Com informações do Imediato