“Ela não matou a mãe porque quis”, diz pai de jovem que atirou na própria mãe em Manaus

O homem disse que estava com a esposa, quando o tiro estourou a cabeça dela.


Redação AM POST
Amsterdam de Alcantara Marques, de 51 anos, foi até a Delegacia de Homicídios e Sequestros (DEHS) nesta segunda-feira (14), prestar esclarecimentos sobre a morte de sua esposa Felicerda Batista de Oliveira, 46, que foi vítima de um tiro disparado pela filha do casal Escarlet Oliveira Marques, 22, na noite deste domingo (13).

Entrevistado por jornalistas na porta da DEHS, Amsterdam defendeu a filha e afirmou que ela não tinha intenção nenhuma de matar a mãe. “Eu pedi para minha filha pegar a minha arma que estava debaixo da cama, porque eu iria sair para caçar as 22h. Quando ela foi me entregar a arma, ela acabou disparando sem querer”, declarou.

O homem disse que estava com a esposa no momento do crime e disse que não havia desentendimentos entre mãe e filha. “Eu estava do lado da minha esposa, não houve briga. Quando a arma disparou veio pólvora no meu rosto, mas o chumbo foi todo na mãe dela”, comentou em entrevista coletiva.

Além disso, a testemunha relatou que tanto ele quanto a filha entraram em desespero ao ver a cabeça da vítima estourada.

Escarlet Oliveira Marques continua na Delegacia e deve passar por audiência de custódia.