Festa clandestina com mais de 4 mil pessoas é interditada, em Manaus

Policias informaram que muitos adolescentes estavam ingerindo bebidas alcoólicas no evento, e que são um “exemplo clássico de que não estão nem aí para a pandemia”.

Redação AM POST
A Central Integrada de Fiscalização (CIF), coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), interditou, na madrugada deste domingo (13), um evento clandestino que ocorria em uma chácara no bairro Flores, zona centro-sul de Manaus, após denúncia. Pelo menos 4 mil pessoas estavam no local.

Entre a sexta-feira (11) e sábado (12), a CIF interditou quatro locais. Outros dois foram autuados ou notificados.

“Exemplo clássico de que não estão nem aí para a pandemia”, disse o capitão Renan Libório, chefe do Centro Integrado de Operações (Ciops), que coordenou a ação. As fiscalizações têm o objetivo de verificar se o decreto estadual de combate e prevenção à Covid-19 está sendo obedecido.

Ainda conforme informações da CIF, no evento havia muitos adolescentes, ingerindo bebidas alcoólicas. Três adolescentes estavam embriagadas e foram conduzidas, juntamente com a mãe, para a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). Além disso, o dono do evento também foi encaminhado à unidade policial por vender bebidas alcoólicas para menores de 18 anos.

Outro bar, na zona sul de Manaus, foi interditado por apresentar diversos problemas com aglomeração. A interdição do local foi decorrente de solicitação da Polícia Militar da área.

Ações
Entre sexta e sábado, a Central interditou quatro locais, dois foram autuados ou notificados, 28 veículos receberam notificação de trânsito e cinco pessoas foram conduzidas a Delegacia. As ações ocorreram nas zonas sul, norte e centro-sul de Manaus.

Denúncias
Informações sobre locais que apresentem aglomeração ou qualquer irregularidade podem ser repassadas ao 190. A CIF atua todos os fins de semana, com a participação de agentes de órgãos estaduais e municipais, vistoriando estabelecimentos comerciais.

*Com informações da Assessoria de Imprensa