Juiz determina que Estado pague salário de R$ 25 mil ao delegado Gustavo Sotero

Ele foi condenado por matar o advogado Wilson Justo no Porão do Alemão.

Redação AM POST

O delegado da Polícia Civil, Gustavo Sotero, que foi condenado a 30 anos e dois meses de prisão por assassinar o advogado Wilson Justo Filho, terá o salário de R$ 25 mil pago pelo Estado, após decisão do juiz Paulo Fernando de Britto Feitoza, da 4ª Vara da Fazenda Pública de Manaus.

O magistrado afirmou que a polícia não poderia ter feito a redução e deve respeitar os princípios constitucionais pois a condenação ainda não é definitiva.

Gustavo Sotero, foi condenado após se envolver em briga e assassinar o advogado Wilson Justo Filho na madrugada de 25 de novembro de 2017, na casa noturna Porão do Alemão, na Zona Oeste de Manaus. Também foi condenado por tentativa de homicídio contra Maurício Carvalho Rocha e por lesões corporais contra Fabíola Rodrigues, viúva de Justo Filho, e Yuri José Paiva.