“Nunca tivemos uma República comandada por uma família de milicianos como hoje”, dispara Lula contra Bolsonaro

O ex-presidente afirmou que a violência policial atual é culpa do governo Bolsonaro baseando-se na frase “bandido bom, é bandido morto”.


Redação AM POST
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em entrevista a Revista Fórum, no programa Onze e Meia, criticou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e afirmou que o Auxílio Emergencial, é um dos fatores que colaboram para manter a popularidade do mandatário.

Ao ser questionado pelo Jornalista Dennis de Oliveira sobre a violência policial e morte de pessoas negras, Lula disparou: “O que está acontecendo é resultado da cabeça miliciânica do Bolsonaro (…) Nunca tivemos uma República comandada por uma família de milicianos como hoje”.

O petista também afirmou que Bolsonaro incitou violência durante a campanha eleitoral, e incentiva que as forças policiais matem bandidos baseando na frase “bandido bom, é bandido morto”.

Lula também criticou a redução no valor do auxilio emergencial. “Como vai ser o emprego depois da pandemia? Se depender desse governo, não precisa mais de Previdência, carteira profissional, CLT, pois tudo isso vai melhorar a situação do povo”, disse Lula, reforçando a questão do desemprego.