Adail Filho alega problemas de saúde e renuncia ao mandato de prefeito de Coari

Segundo ele os problemas de saúde foram agravados devido a Covid-19.

Redação AM POST

O prefeito de Coari, Adail Pinheiro (Progressistas), renunciou na noite desta quarta-feira (18) ao mandato que se encerra no dia 31 de dezembro. Ele está sendo investigado pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM) por suspeita de desviar R$ 100 milhões dos cofres públicos do município distante 363 quilômetros de Manaus.

O gestor alegou que a decisão foi tomada após problemas de saúde que vêm sofrendo ao longo de um ano e cujo quadro agravou-se com a Covid-19, na qual foi acometido há poucos dias.

Continua depois da Publicidade

“Desta forma, torna-se induvidoso o meu afastamento do cargo de prefeito do município de Coari pelo restante do ano de 2020, o que garantirá a retomada plena da minha saúde, condição indispensável para exercer o meu novo mandato outorgado pelo povo coariense, cujo início se dará em 1º de janeiro de 2021”, diz trecho do documento.

Adail foi reeleito no último domingo (15) e afirmou à população que vai fazer tratamento para entrar 2021 em boas condições de saúde.

Confira o pedido de renúncia na íntegra:


Continua depois da Publicidade