Amazonas

Aleam aprova lei que proíbe novos medidores de energia no Amazonas

Populares estavam presentes na sessão e pressionaram pela aprovação da proposta.


Redação AM POST

A Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) aprovou nesta quarta-feira (22) o Projeto de Lei de nº 267/2022, que proíbe a empresa Amazonas Energia de instalar os novos medidores aéreos que tiveram ampla rejeição popular, em especial, após acusação de erros técnicos nos aparelhos. O PL agora vai à apreciação do governador Wilson Lima (União Brasil), que pode sancionar ou vetar o projeto.

Continua depois da Publicidade

O Projeto de autoria dos deputados Sinésio Campos, Fausto Junior e Carlinhos Bessa vem ao encontro da Política Nacional de Relações de consumo em que o consumidor deve estar em condições de igualdade com o fornecedor, condição prejudicada pela localização dos medidores.

“O local onde esses medidores são instalados impossibilita os consumidores de verificar a ligação da sua unidade consumidora, não deixando outra alternativa senão confiar na concessionária”, afirmou Sinésio.

Além dos parlamentares da Casa Legislativa, estavam presentes na sessão moradores do bairro Alvorada, que no último dia 4 de junho chegaram a expulsar carros da Amazonas Energia que pretendiam instalar os medidores na região. Com gritos de “bota pra votar” e “vai presidente”, os comunitários pressionaram pela aprovação da proposta.

Continua depois da Publicidade