Amazonas consegue oxigênio para manter bebês nas UTIs em Manaus

Os recém-nascidos não precisaram ser transferidos de estado.

Redação AM POST

Bebês prematuros que estão internados em UTis Neonatais em Manaus não precisaram ser transferidos de estado após a garantia de oxigênio para eles, conforme informou o governador do Amazonas, Wilson Lima.

Continua depois da Publicidade

“A gente ainda tinha na madrugada de hoje alguns municípios que inspiravam cuidados, e começou a regularizar, mas a gente ainda trabalha contra o tempo para que todos os hospitais (…) tenham oxigênio. A creditamos que nos próximos dias (…) a gente consiga estabilidade”, afirmou Lima após evento com o ministro Eduardo Pazuello (Saúde) e outros governadores no Centro de Distribuição Logística do Ministério da Saúde, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Questionado sobre os recém-nascidos, Lima afirmou que eles não precisaram ser transferidos para outro estado depois da reposição do estoque de oxigênio.

“Os bebês continuam no estado do Amazonas, conseguimos oxigênio para eles”, concluiu.

Continua depois da Publicidade

*Com informações do UOL