Amazonas

Crime organizado tem interesse no abandono da BR-319, diz Bolsonaro

Presidente disse que tempo de carros e caminhões atolando na BR-319 está chegando ao fim.


Redação AM POST

Após o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) conceder nessa quinta-feira (28) uma licença prévia para obras no trecho do meio da BR-319, o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que o abandono da área interessa a “grupos internacionais” e também ao crime organizado.

Continua depois da Publicidade

“Os brasileiros já haviam se acostumado com carros e caminhões atolando na BR-319, que liga Porto Velho-RO a Manaus-AM. Esse tempo, felizmente, está chegando ao fim. O Ibama deu licença prévia à nossa iniciativa de asfaltar os 405 km restantes da rodovia, abandonados há 30 anos!”, escreveu Bolsonaro no Twitter.

A rodovia federal é de responsabilidade do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) vinculado ao Ministério da Infraestrutura. O reasfaltamento do trecho do meio, uma das áreas mais críticas da estrada, é pauta política há décadas no Amazonas.

Continua depois da Publicidade

O presidente completou ainda que muitos grupos internacionais incentivaram o descaso na região. “Interessa a muitos que a Amazônia, com os mais de 20 milhões de brasileiros que nela vivem, seja uma região isolada do resto do nosso Brasil. A região interessa, inclusive, ao crime organizado, que enxerga em localidades onde o Estado tem dificuldade para penetrar uma ocasião para o roubo e o tráfico de drogas”, afirmou.

A licença foi confirmada pelo governador do Amazonas, Wilson Lima. “O ministro Marcelo Sampaio acabou de me confirmar que o Ibama liberou uma licença prévia para as obras do trecho do meio da BR-319. Coloquei o Estado à disposição para ajudar no que for necessário. A BR-319 é um sonho do povo do AM e está prestes a se tornar realidade”, disse o governador em postagem nas redes sociais.

Continua depois da Publicidade