Amazonas

Defensoria atende pessoas submetidas à vexame em revista íntima em presídios de Manaus

Pessoas que tenham sido submetidas a esse tipo de constrangimento ou ainda que tenham sido impedidas de visitar seus familiares em virtude da falha operacional do bodyscan, podem procurar a DPE-AM.

Redação AM POST

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), considerando denúncias gerais que chegaram ao conhecimento da instituição, está realizando o atendimento de pessoas submetidas à situação vexatória de revista íntima nas visitas em presídios de Manaus, em virtude da falha de operação do aparelho de inspeção corporal bodyscan.

Continua depois da Publicidade

Pessoas que tenham sido submetidas a esse tipo de constrangimento ou ainda que tenham sido impedidas de visitar seus familiares em virtude da falha operacional do bodyscan, podem procurar a DPE-AM. Para agendar atendimento é necessário ligar ao Disk 129 e buscar pela área de Direitos Humanos. Esse serviço por telefone é gratuito e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

AVISO: A DPE-AM informa que atende em sistema de plantão durante o recesso forense do Poder Judiciário, que iniciou no último dia 19 e segue até o dia 6 de janeiro de 2022. Nesse período, são atendidos casos urgentes que podem ser apreciados no Plantão Judiciário. Para isso, basta enviar uma mensagem pelo aplicativo Telegram para o número (92) 98436-1791. O plantão funciona todos os dias, das 8h às 17h.

Situação Carcerária

Continua depois da Publicidade

Em reunião, membros da Defensoria e representantes da Frente Estadual pelo Desencarceramento discutiram diversos temas relacionados à situação carcerária do Amazonas, entre estes, a questão da revista íntima realizada nos familiares de presos. As reclamações apontam que, por estar sendo operado por pessoa não habilitada, na hora da revista o aparelho não distinguia manchas nas imagens, o que estava expondo os visitantes à situação vexatória de revista pessoal.

O equipamento bodyscan funciona para a inspeção corporal através da emissão de baixas doses de raios-X. A tecnologia permite observar o que o indivíduo revistado carrega consigo.

Continua depois da Publicidade

* Com informações da assessoria de imprensa