Pesquisar por em AM POST

Amazonas

Denúncia: Rede de Postos Equador é acusada de vender gasolina adulterada no Amazonas

Conforme denúncia do jornalista Fábio Melo, funcionários relataram que a empresa foi avisada da má qualidade do combustível mas mandou vender mesmo assim.

  • Por AM POST

  • 15/06/2024 às 18:41

  • Atualizado em 20/06/2024 às 10:35

  • Leitura em três minutos

Uma grave denúncia foi feita na tarde deste sábado (15), pelo jornalista Fabio Melo, proprietário do Portal Fatos Marcantes. Em um vídeo publicado nas redes sociais, Melo acusa a rede de postos de combustíveis Equador de vender gasolina adulterada em Manaus e no interior do Amazonas. Segundo ele, o problema foi descoberto de forma pessoal, após seu veículo ser danificado pelo combustível de má qualidade.

“Não abasteça nos postos Equador em Manaus e no interior do Amazonas. Um problema na fabricação das gasolinas dura mais e comum estão ocasionando problemas no motor dos veículos. Eu descobri isso não como repórter, mas como consumidor”, declarou Fabio Melo no vídeo.

PUBLICIDADE

Conforme o relato do jornalista, funcionários da rede de postos teriam confirmado que a empresa foi avisada sobre a má qualidade do combustível, mas, ainda assim, optou por continuar a comercializar o produto.

“Eu sempre abasteço em um posto de gasolina na Cidade Nova e sempre guardo os comprovantes para alguma eventualidade. Neste sábado, enchi o tanque e foi só sair do posto para o carro começar a falhar e acender a luz do motor. Dei a volta e relatei o ocorrido para a pessoa responsável. Apurei que outros clientes também tiveram o mesmo problema em diversos postos da cidade e até no interior do Amazonas”, explicou o jornalista.

A situação, segundo Melo, se originou de uma remessa de combustível defeituoso. Apesar dos avisos internos sobre a má qualidade, a empresa teria mantido a venda, só suspendendo a comercialização após inúmeros problemas serem relatados pelos consumidores.

PUBLICIDADE

“Pedi para retirar a gasolina adulterada, mas não havia equipamento adequado no local”, contou Melo, destacando a falta de preparo da rede de postos para lidar com a situação.

A denúncia de Melo levantou uma série de questionamentos sobre a integridade e responsabilidade da rede de postos Equador. A prática de vender combustível adulterado não só compromete a funcionalidade dos veículos como também representa um risco significativo à segurança dos consumidores. Problemas como falhas no motor, danos a componentes internos e, em casos extremos, acidentes graves, podem ocorrer devido ao uso de combustível de baixa qualidade.

PUBLICIDADE

“Sobre a rede de postos Equador, quanta ambição em entregar um produto de má qualidade mesmo sendo avisada pelos próprios colaboradores. Espero que os órgãos de proteção ao consumidor façam alguma coisa para impedir que outras pessoas sejam enganadas”, concluiu Fabio Melo, cobrando uma ação das autoridades competentes.

A reportagem do Portal AM POST tentou contato com a empresa mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria. Segue aberto espaço para manifestação.

PUBLICIDADE

O AM Post apoia a causa autista
blank

O Autismo traz limitações mas, isto não significa incapacidade. Todos temos alguma habilidade.

- Nay Potarcio

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank