Eduardo Bolsonaro fala sobre ataques de facção em Manaus: ‘E se o Exército tiver que apertar o gatilho?’

O filho do presidente Bolsonaro, afirmou que as Forças Armadas devem trabalhar junto aos policiais para proteger a cidade.

Redação AM POST

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) usou a redes sociais para comentar sobre os ataques da facção Comando Vermelho em várias partes de Manaus para vingar a morte do traficante ‘Dadinho, uma das lideranças do grupo’.

Continua depois da Publicidade

No Twitter, o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou que as Forças Armadas devem trabalhar junto aos policiais para proteger a cidade.

“Para tocar esse terror numa capital devem ser mais de 27 bandidos armados. E se o Exército tiver que apertar o gatilho contra esses 27? Como fica? FFAA e polícias precisam de retaguarda jurídica para trabalhar”, disse o deputado ao compartilhar uma matéria em que o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), pede o exército nas ruas da capital.

A deputada federal Carla Zambelli (PSL) também comentou sobre os ataques em Manaus. No Twitter, a deputada compartilhou um vídeo de um veículo sendo incendiado. “Desejamos força a cada policial desse estado no combate ao narcotráfico”, escreveu.

Continua depois da Publicidade