Pesquisar por em AM POST

Amazonas

Educação do Amazonas avança quatro posições no IDEB e tem melhor nota desde o início da avaliação nacional

Índice é resultado dos trabalhos educacionais realizados no período pandêmico.

  • Por AM POST

  • 16/09/2022 às 16:26

  • Leitura em cinco minutos

Redação AM POST

Mesmo enfrentando a pandemia de Covid-19, a educação do Amazonas avançou quatro posições no ranking do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e alcançou a melhor nota desde que o exame começou a ser realizado no Brasil. Divulgados nesta sexta-feira (16/09) pelo Ministério da Educação, os dados referem-se ao ano de 2021 e mostram que o sistema educacional do estado se tornou o 8º melhor do país, um crescimento na comparação com a avaliação anterior, feita em 2019.

PUBLICIDADE

O Ensino Médio do Amazonas é nota 3,6 no Ideb de 2021. O índice é o maior já obtido pela rede pública estadual de ensino e é referente aos trabalhos educacionais realizados pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto no período pandêmico.

A nota do Ideb é composta pelos dados de aprovação escolar, obtidos pelo Censo Escolar, e das médias do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). A série histórica de resultados – iniciada em 2007 – mostra que, atualmente, a educação básica do estado está em seu melhor desempenho. Em 2019, o Amazonas ocupava a 12ª posição.

Os resultados referentes a 2021 mostram que a rede ultrapassou as metas definidas para o Ideb do Ensino Fundamental Anos Iniciais e Finais, por exemplo, e se aproximou da meta do Ensino Médio definida pelo MEC, mesmo diante da pandemia. Especialistas educacionais previam que o desempenho dos estudantes poderia retroceder em mais de uma década devido à pandemia.

PUBLICIDADE

Nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, que abrange do 1º ao 5º ano, o Ideb subiu para 5,9, sendo 0,4 superior à nota estabelecida pelo MEC. A nota de 2019 era 5,8. Nos Ano Finais, do 6º ao 9º ano, o crescimento foi de 0,2, aumentando de 4,6 em 2019, para 4,8 nas provas de 2021.

No Ensino Médio, principal foco da rede estadual de ensino, a nota aumentou de 3,5 para 3,6, melhor resultado já alcançado. A secretária estadual de Educação e Desporto, Kuka Chaves, diz que o resultado mostra que a educação trabalhou com afinco, mesmo com a pandemia.

PUBLICIDADE

“O estado do Amazonas tem um dever de gratidão com os servidores da educação pelo trabalho desenvolvido nesses últimos dois anos, diante de tantas adversidades, tantos problemas. Hoje, recebemos os resultados e estamos felizes em poder compartilhar o êxito obtido. O Amazonas estava na 12ª posição do Ideb em 2019 e passamos para a 8ª posição. Estamos entre os 8 melhores do país e isso é um motivo de comemoração pela luta árdua, pelo trabalho diário de cada um. O Amazonas fez muito bonita”, destaca a secretária.

Como o Amazonas melhorou
Desde 2019, a Secretaria de Educação planejou e implementou uma série de ações que visaram minimizar os impactos causados na educação no período pandêmico. Houve a implementação de atividades voltadas para o período de aulas remotas com o projeto “Aula em Casa”, que ofertava aulas pelo Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam) e transmitidas por diferentes plataformas digitais e pela TV aberta, por meio da parceria com a TV Encontro das Águas.

PUBLICIDADE

Além disso, o material de cada aula foi reproduzido de forma impressa e distribuído aos estudantes com dificuldades de acesso à internet ou TV, em especial àqueles moradores das comunidades mais distantes, garantindo a equidade do processo educativo.

Enquanto assistiam às aulas em casa, os estudantes recebiam alimentação por meio do “Merenda em Casa”, além do acompanhamento direcionado de professores, pedagogos e diretores escolares, com controle de frequência e participação dos estudantes nas aulas, por meio de formulários que geravam painéis gerenciais diários, semanais e mensais para controle da Secretaria de Educação.

A rede estadual de ensino do Amazonas também foi a primeira de todo o Brasil a voltar com as aulas em formato híbrido (semipresenciais e presenciais). Para isso, foi construído um plano de retorno, resultado da escuta ativa dos professores e demais profissionais de educação. Dentre as ações estabelecidas no plano, destacam-se: o acolhimento da equipe gestora, dos professores e estudantes, assim como dos demais profissionais da educação; a formação continuada sobre a repriorização curricular; o programa Busca Ativa; o projeto Contraturno Digital; o projeto Pronto para a Aula, que disponibilizou kit de material e fardamento escolar aos estudantes; a recuperação da aprendizagem; a implementação de protocolos de saúde, dentre outros.

Para diagnosticar o nível de aprendizagem e desempenho dos estudantes, foram implementados projetos como o “Hora de Avaliar” que, por meio da Avaliação de Verificação de Aprendizagem (Avam) e do Sistema de Avaliação do Desempenho Educacional do Amazonas (Sadeam), possibilitou traçar planos de recuperação da aprendizagem para cada etapa de ensino.

O AM Post apoia a causa autista
blank

Hoje aprendi que à manifestação de carinho mais sincera é o de uma criança com Autismo! Estes anjos, tem a felicidade de ser veraz, não afetando-se com o meio.

- Winaldario Santos

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank