Em Codajás, jovens matam cunhado após descobrirem que irmã era maltratada

No dia do crime, os irmãos ficaram de tocaia, esperando a vítima.

Redação AM POST

Luzenildo de Aguiar Braga, de 22 anos foi preso e seu irmão um adolescente de 17 anos apreendido no Codajás (distante 240 quilômetros em linha reta da capital) pelo assassinato do cunhado deles Alexandro de Oliveira Vasconcelos ocorrido na última segunda-feira (05/10), por volta das 17h, na estrada que liga o município a Anori.

“O adolescente desferiu um tiro de espingarda calibre 16, que pertence ao pai dele, no peito do cunhado. Segundo o indivíduo, a motivação do crime seria porque a vítima maltratava a irmã deles. No dia do fato, os irmãos ficaram de tocaia, esperando Alexandro chegar na comunidade Florisbela, zona rural de Codajás, e o avistá-lo, o adolescente pulou na frente do cunhado e efetuou o disparo, e em seguida jogou a arma no chão, e se escondeu na mata com o irmão”, comentou a escrivã Ana Cristina Pereira, responsável pela 78ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP).

Continua depois da Publicidade

Conforme a gestora, os irmãos ficaram escondidos na mata a noite toda e, posteriormente, se deslocaram para Codajás, onde se abrigaram na casa de outra irmã. E após policiais civis descobrirem a localização dos indivíduos, por meio de denúncia anônima, foram até o local, com apoio da PM, e efetuaram a prisão e a apreensão.

O jovem Luzenildo irá responder pelo crime de homicídio qualificado por ser cúmplice da ação. Após os procedimentos cabíveis na 78ª DIP, ele permanecerá na carceragem da unidade policial à disposição da Justiça. Já o adolescente, após o Auto de Infração Social (AIS), equivalente ao flagrante, foi solicitado a internação do menor ao judiciário e o mesmo deverá responder pelo Ato Infracional Análogo ao crime de homicídio qualificado.