Pesquisar por em AM POST

Amazonas

Em quatro dias, Ipem-AM vistoria 363 cronotacógrafos nas principais rodovias de Manaus

Do total de aparelhos verificados pelo órgão do Estado, 18 foram reprovados por apresentar certificados vencidos.

  • Por AM POST

  • 26/05/2023 às 14:19

  • Leitura em três minutos

Foto: Alexandre Vieira/Ipem-AM

Em quatro dias de operação, o Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Amazonas (AM), com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF-AM), fiscalizou 363 cronotacógrafos (instrumento que coíbe os excessos de velocidade de motoristas) nas principais rodovias de Manaus. Deste total, 18 aparelhos foram reprovados.

A ação faz parte Plano Nacional de Vigilância de Mercado (PNVM) coordenado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) em todo país, com duração de 90 dias.

PUBLICIDADE

Na ação, que ocorreu também nas rodovias AM-010, AM-070, BR-319 e nas garagens de transportadoras, foram verificados se os veículos de carga pesada (superior a 4.536 kg) e de passageiros com mais de dez lugares possuíam os instrumentos com certificação do Inmetro.

O diretor-presidente do Ipem-AM, Renato Marinho, explicou a importância da realização desse trabalho de verificação dos cronotacógrafos para a segurança nas estradas.

“Ao longo desta semana, nosso alvo de fiscalização foram os cronotacógrafos. Nossas equipes atuaram em várias saídas de Manaus para assegurar que as medições desses instrumentos estavam conforme os requisitos estabelecidos pelo Inmetro”, afirmou Renato Marinho, ao ressaltar que esse equipamento funciona como uma “caixa-preta”, pois, além de coibir os excessos de velocidade e distância percorrida, registra o tempo de condução e descanso do motorista.

PUBLICIDADE

A fiscalização do Ipem-AM também visitou um Posto Autorizado de Cronotacógrafos (PAC), localizado em Manaus, autorizado pelo Inmetro para executar o serviço de selagem, ensaios com o método padrão ou de pista reduzida e emitir o certificado preliminar, que tem validade de 30 dias.

“Além de verificarmos os instrumentos em circulação (em veículos pesados e ônibus), temos também de ir na origem da instalação desses equipamentos para vistoriarmos se todas as etapas estão sendo realizadas de acordo com os requisitos exigidos pelo Inmetro”, destacou Renato Marinho.

PUBLICIDADE

Irregularidades

Embora a operação executada ao longo desta semana contemple o PNVM do Inmetro, de caráter orientativo, Renato Marinho ressaltou que foram constatadas irregularidades em 18 cronotacógrafos, cujos certificados estavam vencidos. “Uma vez constatada a irregularidade, orientamos o condutor a procurar, no prazo de cinco dias, o Posto Autorizado de Cronotacógrafo (PAC) para regularizar o instrumento”, completou.

PUBLICIDADE

De 1º de janeiro a 22 de maio deste ano, o Ipem-AM fiscalizou um total de 2.986 aparelhos de cronotacógrafos, dos quais 2.965 foram aprovados e 21 reprovados, com certificado vencido.

PNVM

O PNVM teve início em abril e cada semana um produto é alvo de fiscalização. Nesta etapa, o foco são os cronotacógrafos, mas, anteriormente, já foram verificados, balanças, kit de GNV, capacetes, postos de combustíveis, componentes cerâmicos e máquinas de lavar roupas e refrigeradores.

Cronotacógrafos são instrumentos destinados a indicar e registrar, de forma simultânea, inalterável e instantânea, a velocidade e a distância percorrida pelo veículo, em função do tempo decorrido, assim como os parâmetros relacionados com o condutor do veículo, tais como: o tempo de trabalho; período de parada e de direção.

Ouvidoria

Consumidores que desconfiarem de possíveis irregularidades devem entrar em contato com a Ouvidoria do IPEM-AM, no telefone 0800 092 2020, segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, ou pelo site: https://ipem.am.gov.br/ouvidoria/, e das redes sociais do órgão: Instagram – @ipem.amoficial; Facebook – Ipem Amazonas e Twitter – @ipemamoficial.

Redação AM POST

Faça parte da comunidade

  • Praticidade na informação

  • Notícias todos os dias

  • Compartilhe com facilidade

blank WhatsApp Telegram

Apoie o AM POST

O AM POST está há mais de 8 anos produzindo jornalismo sério e de qualidade. É uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Apoie

blank

Últimas notícias

blank
blank
blank
blank
blank
blank