“Estamos vivendo um caos total”, dizem passageiros de barco à deriva no AM flagrado descumprindo decreto governamental

Eles ficarão em isolamento por 15 dias em um local cedido pela prefeitura de Carauari após passarem por testes rápidos de Covid-19.

Redação AM POST

Passageiros do barco Maria de Lurdes, que foi impedido pela Polícia Civil de atracar no município de Carauari (a 788 quilômetros de Manaus) na quarta-feira, 24, poderão desembarcar na cidade após passarem por testes rápidos de Covid-19, segundo a Secretaria de Saúde do município. Nas redes sociais, eles divulgaram uma carta em que relatam estarem passando por momento caótico. A viagem, que geralmente dura uma semana, já alcança dez dias.

Continua depois da Publicidade

“Estamos vivendo um caos total neste momento. Nossas vidas estão em risco sem saber quando teremos nossos direitos restabelecidos”, diz trecho da carta. Os passageiros também afirmam que a maioria deles estava fazendo tratamento de saúde em Manaus e decidiu voltar a Carauari quando a pandemia se agravou na capital. “Como não temos dinheiro pra ir de avião, que custa até R$ 1.500,00, viemos de barco, com ocupação de aproximadamente um terço da sua capacidade”, diz outro trecho.

A embarcação estava à deriva há três dias no Rio Juruá, em uma região conhecida como Canarana. Segundo passageiros, além de não poder seguir viagem para Carauari, a Prefeitura de Juruá (a 674 quilômetros da capital) também não autorizou o barco a atracar no porto do município por conta da pandemia de Covid-19.

Servidores da Secretaria de Saúde de Carauari, realizaram testes de Covid-19 nos passageiros, na manhã desta sexta-feira, 26, para liberar o barco para ir ao município, porém, eles ficarão em isolamento por 15 dias em um local cedido pela prefeitura (que ainda não foi definido).

Continua depois da Publicidade

De acordo com o investigador Emerson Cardoso, gestor da 65ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Carauari, a equipe recebeu informações, por meio de denúncia anônima, de que uma embarcação que saiu de Manaus, estaria em Juruá, mas com destino final programado para Carauari. Decreto nº 43.277 que suspendeu o transporte intermunicipal de passageiros desde o dia 12 de janeiro.

“De imediato nos deslocamos até à região informada pelo denunciante e constatamos a veracidade da denúncia. Após a abordagem, orientamos o responsável da embarcação que retornasse a Manaus e que ele ainda teria que arcar com as despesas materiais e de alimentação dos passageiros, que estão recebendo assistência em Juruá, antes de retornarem à capital”, comentou o delegado.

Continua depois da Publicidade

Conforme o investigador, diante da situação crítica da região por conta da Covid-19, na qual o hospital da região está com a capacidade lotada dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e da Unidade de Cuidados Intermediários (UCIs), seria arriscado receber os passageiros que poderiam testar positivo e extrapolar o sistema de saúde municipal.

*Com informações do Amazonas Atual

Continua depois da Publicidade