Governador Wilson Lima nega segunda onda de Covid e afirma que aumento de casos é culpa da população

Wilson fez a declaração durante entrevista a CNN Brasil.

Redação AM POST

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), negou que esteja havendo uma segunda onda de covid-19 em Manaus. Ele foi entrevistado na rede CNN Brasil nesta sexta-feira (25).

De acordo com Wilson, não há indicativos repassados pelos técnicos da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) e da Secretaria de Saúde que indique uma segunda onda da doença na capital.

Continua depois da Publicidade

Ainda segundo ele, o aumento nos últimos dias foi em decorrência ao feriado, onde ocorreram aglomerações e festas clandestinas quando uma um houve o aumento de procura nas unidades hospitalares.

“Não tem indicativo dos nossos técnicos da Fundação de Vigilância em Saúde e da Secretaria de Saúde que indique segunda onda da Covid-19 em Manaus. O que aconteceu nos últimos 15 dias foi uma tendência de aumento dos casos muito por conta do feriado, onde ocorreram aglomerações e festas clandestinas que nos acenderam um alerta. Por isso tivemos aumento de procura nas unidades hospitalares que nos fizeram aumentar as medidas restritivas”, justificou Wilson.

Mesmo após a reabertura dos comércios decretado pelo governo, Lima afirmou que a culpa desse aumento de casos é de algumas pessoas que desrespeitaram os protocolos de prevenção contra o novo coronavírus, principalmente as das classes A e B.

Continua depois da Publicidade

“Todas as decisões do governo foram acertadas. O problema é que estamos tendo essa tendência de aumento dos casos por resultado de algumas pessoas que não respeitam esses protocolos”, disse o governador.

O Amazonas registrou na noite de quinta-feira (24) 876 novos casos de Covid-19, totalizando 134.289 casos da doença no estado.