Governo do AM exonera servidor vacinado indevidamente e diretora de hospital que lhe incluiu na lista

A SES-AM ressaltou que não compactua com atos ilegais e alerta os demais gestores da rede pública de saúde quanto às penalidades legais que podem ser aplicadas a quem praticar atos reprováveis como este.

Redação AM POST

Foi publicada nesta segunda-feira (25), as exonerações do servidor da Casa Civil, Gerberson Oliveira Lima, que aparece na lista das pessoas já vacinadas contra Covid-19 e da diretora do Hospital e Pronto-Socorro da Criança da Zona Leste, Michele Adriane Pimentel Afonso, que incluiu, indevidamente, o nome dele na lista de trabalhadores de saúde que deveriam ser vacinados pela Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa-Manaus) contra doença.

Continua depois da Publicidade

O governador do Amazonas, Wilson Lima, determinou à Casa Civil que exonerasse o servidor e da mesma forma o titular da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), Marcellus Campêlo, exonerou a diretora do HPS.

A SES-AM ressaltou que não compactua com atos ilegais e alerta os demais gestores da rede pública de saúde quanto às penalidades legais que podem ser aplicadas a quem praticar atos reprováveis como este.

Veja as exonerações:
EXONERAR GERBERSON OLIVERA LIMA

Continua depois da Publicidade

EXONERAR MICHELE ADRIANE PIMENTEL AFONSO