Jornalista é agredida em coletiva do vice-governador Carlos Almeida

A jornalista estava tentando fazer peguntas ao político.

Redação AM POST

Terminou em confusão a coletiva de imprensa convocada pelo vice-governador do Amazonas, Carlos Almeida, para prestar esclarecimentos sobre a Operação Sangria, que investiga supostas fraudes e desvios de dinheiro na compra de respiradores para atender casos de Covid-19 no Amazonas, isso porque a jornalista Rosiene Carvalho, da rádio Band News, foi agredida após tentar fazer peguntas ao político.

A coletiva durou cerca de 16 minutos, tempo em que Carlos Almeida se limitou a ler um texto pobre de informações concretas sobre as denúncias de seu envolvimento na compra super faturada de ventiladores de uma loja de vinhos durante a pandemia. Depois disso ele não deu espaço para os jornalistas fazerem perguntas e foi embora.

Continua depois da Publicidade

A confusão envolvendo a jornalista ocorreu durante saída da sala quando ela tentou fazer questionamentos ao político e foi agredida pelos seguranças. Ela chegou a discutir com uma das assessoras de Carlos Almeida.

Veja vídeo: