Amazonas

Junho Violeta: Campanha “Não abandone suas origens”, de proteção ao idoso, é realizada em Manaus

Ação é coordenada pela Sejusc, por meio da Secretaria Executiva Adjunta de Direitos da Pessoas Idosa.


Redação AM POST

A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) realizou, nesta sexta-feira (17/06), a campanha “Não Abandone suas Origens” , em alusão ao Junho Violeta, visando conscientizar a sociedade contra o abandono dos idosos no estado. A iniciativa ocorreu no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, zona oeste da capital e segue nos dias (18, 20 e 21/06), no Porto de Manaus.

Continua depois da Publicidade

Coordenada pela Secretaria Executiva Adjunta de Direitos da Pessoa Idosa (Seadpi), a ação tem o objetivo de evitar que a pessoa idosa seja abandonada pelos familiares em festas como carnaval e festivais folclóricos.

De acordo com a secretária executiva adjunta de Direitos da Pessoa Idosa (Seadpi), Luciana Andrade, a campanha reforça a necessidade de que a sociedade tenha consciência de não abandonar os idosos em épocas de festividades, ou em qualquer outra situação.

“A ideia é falar sobre um problema social comum no seio familiar, que é o abandono de idosos pelos familiares. Nessas épocas de festividades, é muito comum esses tipos de acontecimentos. Então, esses tipos de crimes, onde o idoso vivencia um preconceito contra a velhice, eles se manifestam pelo isolamento e assim, potencializa a depressão, desorientação, baixo auto-estima. Portanto, é uma forma grave de violência que deve ser combatida e nós vamos estar trabalhando firmemente em prol dos direitos de todos”, declarou Luciana.

Continua depois da Publicidade

Campanha

Segundo a presidente do Conselho Estadual do Idoso (CEI), Kennya Brito, a iniciativa visa chamar a atenção da população para o cuidado diário com os idosos.

Continua depois da Publicidade

“Hoje nós estamos iniciando mais uma campanha em favor da pessoa idosa contra o abandono, a negligência. Então, a ideia é chamar a atenção das pessoas que estão se encaminhando, por exemplo, pro festival de Parintins, que podem se divertir, mas não abandonem os idosos nas casas. Lembrando que envelhecer é um privilégio, e toda pessoa é digna de respeito e também deve ser valorizada por todas contribuições com a nossa sociedade”, disse Kennya.

Lei

Continua depois da Publicidade

De acordo com a Lei n 5.807, de 25 de fevereiro de 2022, fica proibido, no âmbito do Estado do Amazonas, o abandono afetivo de idosos em hospitais, casas de saúde, entidades de longa permanência ou não provimento de suas sanções, caso a falta da afetividade acarrete a saúde física ou mental do idoso.

Denúncia

Para denúncias de abandono, disque 181, 100 Direitos Humanos, Seadpi 98483-5075, DECCI 3214-5800 e CEI 99189-4371.