Madeireira que funcionava ilegalmente é multada em mais de R$ 190 mil em Manicoré

A equipe de fiscalização teve acesso a madeireira por meio de denúncia a Polícia Federal.

Redação AM POST

Em mais um dia de fiscalização pela Operação “Tamoiotatá”, o Governo do Amazonas, por meio do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), multou em mais de R$ 192 mil uma madeireira que estava funcionando ilegalmente na região sul do estado. A ação ocorreu na terça-feira (27/04), quando policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb) e os fiscais do meio ambiente localizaram o estabelecimento no município de Manicoré (a 332 quilômetros de Manaus).

Continua depois da Publicidade

A equipe de fiscalização teve acesso ao local por meio de uma denúncia da Polícia Federal. De acordo com informações do Batalhão Ambiental, a madeireira fica na zona rural de Manicoré. O analista ambiental do Ipaam, Isaías Pereira, informou que a madeireira se encontrava sem as licenças ambientais necessárias para o funcionamento.

“Ao receber a denúncia, nos encaminhamos imediatamente ao local e constatamos que a empresa não tinha as devidas licenças para a operação da atividade, por essa razão a empresa foi multada no valor de R$ 100 mil”, explicou o analista.

O sargento do Batalhão Ambiental, Dirlei Alfaia, declarou que a empresa também tinha um depósito com 266,72 metros cúbicos (m3) de madeira em tora, e 41,04 m3 de madeira serrada. “Com mais estas irregularidades encontradas, a empresa foi multada com mais de R$ 92 mil. O valor total da multa é de R$ 192.328 mil”, finalizou Pereira.

Continua depois da Publicidade

Operação Tamoiotatá
Por meio da “Tamoiotatá”, as equipes de fiscalização, coordenadas pelo Ipaam, estão em campo desde 1º de abril. A proposta é atuar previamente contra o desmatamento, para diminuir a quantidade de áreas prontas para a queima no período de estiagem, no segundo semestre do ano. A área prioritária de atuação tem sido o sul do Amazonas, que concentra a maior quantidade de crimes ambientais do gênero.

Além do Batalhão Ambiental e do Ipaam, a ação interinstitucional do Governo do Amazonas conta com a atuação da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), bem como da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil do Amazonas.

Continua depois da Publicidade

*Com informações da assessoria de imprensa