Operação “Livre Arbítrio” mira comerciantes que retém cartões benefícios de clientes no AM

Segundo as investigações, os comerciantes seguram os cartões de benefícios sociais de consumidores como forma de assegurar o pagamento por compras realizadas ao longo do mês.

Redação AM POST

A Polícia Civil e a Polícia Militar do Amazonas deflagraram a operação “Livre Arbítrio” para apurar a retenção de cartões de beneficiários de programas sociais, como o “Auxílio Emergencial” e o “Bolsa Família”, por comerciantes em Nova Olinda do Norte (a 135 quilômetros de Manaus). Estão sendo cumpridos nove mandados de busca e apreensão desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira (26/02).

Continua depois da Publicidade

Com coordenação da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a operação é comandada pelo Departamento de Polícia Civil do Interior, com participação da Polícia Militar, através do Batalhão de Choque e da Companhia de Operações Especiais (COE).

Segundo as investigações, comerciantes da cidade seguram os cartões de benefícios sociais de consumidores como forma de assegurar o pagamento por compras realizadas ao longo do mês.

“O objetivo é dar enfrentamento a essa prática ilegal de retenção de cartões magnéticos, de auxilio emergencial, cartão bancário, de pessoas idosas e com deficiência, além da apropriação indébita. Tem dois crimes que vêm sendo praticados de forma corriqueira e, estamos juntos, Polícia Civil, Polícia Militar e Ministério Público, agindo para coibir essa prática ilegal”, afirmou o diretor do Departamento de Polícia do Interior, delegado Bruno Fraga.

Continua depois da Publicidade

Mais detalhes sobre a operação serão divulgados ao longo do dia.