Amazonas

Passagem de som do Garantido emociona torcedores e diretoria faz últimos ajustes

O 55º Festival Folclórico de Parintins acontece entre os dias 24 e 26 de junho.


Redação AM POST

A emoção tomou conta da galera vermelha e branca durante a passagem de som do boi-bumbá Garantido no Centro Cultural Bumbódromo, na noite desta quarta-feira (22/06). O evento antecede a realização do 55º Festival Folclórico de Parintins, que acontece entre os dias 24 e 26 de junho.

Continua depois da Publicidade

De acordo com o presidente do Garantido, Antônio Andrade, o ensaio serve para a direção realizar a preparação da parte técnica do projeto de arena. Andrade reforça que Parintins vive de cultura e o Festival representa fonte de renda para os moradores da cidade e, também, contribui com a economia da ilha tupinambarana.

“A gente se sente preparado para esse festival, tudo conspira a favor, a saudade que a gente estava do festival, aquilo que a ausência do festival nos tirou, emprego, renda. Perdemos muita gente e a gente está aqui para se reconstruir, para fazer um recomeço, para dizer que o festival voltou, a cultura do festival voltou”, disse Andrade.

O evento é realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC). O boi do povão levou todos os itens oficiais para a arena durante o ensaio técnico.

Continua depois da Publicidade

Para o apresentador do boi do coração na testa, Israel Paulain, hoje é o pontapé inicial para o bicampeonato e o retorno do festival que será o maior da história. “É o ensaio final pra gente energizar todo o nosso elenco, toda a nossa nação inigualável na arquibancada, no Brasil todo, no mundo todo, para que a gente adentre aqui dia 24 e faça o espetáculo afinado, o espetáculo maravilhoso, impactante e com a marca do Garantido, que é da emoção, do início ao fim”, destacou.

Torcedora apaixonada do boi-bumbá Garantido, a indígena Nilce Gomes, da etnia Sateré-Mawé, confessa que o amor pelo boi vermelho e branco veio desde a infância. Nilce fala da emoção de estar na arena após dois anos de espera. “Estar aqui presente é uma honra em meio a essa pandemia que passou. Muitos se foram, então é uma honra para todo mundo estar aqui nesse momento, vivendo esse momento”, completou.

Continua depois da Publicidade

Investimento

Para colocar os bois na arena em 2022, depois de dois anos sem a realização da festa por conta da pandemia de Covid-19, os bois receberam aporte histórico do Governo do Amazonas. Foram repassados R$ 10 milhões, sendo R$ 5 milhões para cada agremiação.

Continua depois da Publicidade

* Com informações da assessoria de imprensa